Boletim Epidemiológico nº 14/2020 Covid-19 (SARS-COV-2) - Dados atualizados em: 17/08/2020

Visualizar em PDF

Conforme os dados analisados até o dia 17 de agosto de 2020 o Brasil registrou 3.359.570 casos confirmados e 108.536 óbitos por COVID-19, um aumento de 340.052 casos no período de uma semana, mantendo-se na segunda colocação entre os países com maior número de casos no mundo. Ao avaliarmos o cenário da pandemia entre as unidades da federação (UF) o Estado de Santa Catarina subiu uma posição no ranking nacional, segundo a taxa de incidência, e ocupa a 17 posição.

Até o dia 17 de agosto de 2020 foram registrados em Santa Catarina um total de 121.666 casos de COVID-19, destes 118.163 casos são de pessoas que residem no Estado. Com a nova atualização no número de infectados a taxa de incidência atingiu 1649,2 casos/100 mil habitantes e os óbitos contabilizados entre os residentes em Santa Catarina somam 1.839 casos com uma taxa de mortalidade de 25,7 casos/100 mil habitantes.


Observando a distribuição dos casos notificados, segundo a data de início dos sintomas, percebe-se um maior número absoluto de casos no mês de julho, representando 54,34% do total de casos desde o início da pandemia. Os casos registrados entre 1 a 17 de agosto totalizaram 13.710, sendo que a soma do mesmo período de julho foi de 36.192 casos registrados, esta comparação entre os meses pode indicar uma desaceleração na progressão da doença. No entanto, este dado deve ser interpretado com parcimônia e o cenário precisa ser avaliado ao longo das próximas semanas.


Os grupos mais acometidos pela infecção da COVID-19 permanecem na faixa etária de 30 a 39 anos (25,3%), seguido pelas pessoas com idades entre de 20 a 29 anos (21,2%). Nota-se que nestas mesmas faixas etárias o percentual de pessoas que evoluem a óbito é de 2,8% e 0,9%, respectivamente. Ao analisar os grupos que compõem as faixas etárias mais avançadas, observa-se que o percentual de infectados é mais baixo, no entanto, o percentual de óbitos e a taxa de letalidade são elevados. Por exemplo, na faixa etária entre 80 e 89 anos os infectados representam 1,2% do total de casos de COVID-19, porém o percentual de óbitos é de 20,4%, e uma taxa de letalidade de 25,5%. De forma similar ocorre nas faixas de idade de 70 a 79 anos e em indivíduos com mais de 90 anos. Em relação ao sexo, dentre as pessoas infectadas as mulheres apresentam um percentual maior que os homens, representando 52,7% do total de casos registrados.



Topo