Ação do Programa “Penso, logo destino” recolhe quase 700 pneus em seis cidades

A primeira etapa do Programa “Penso, logo destino” aconteceu nesta quarta-feira, 1º de julho, com a coleta de pneus, um item da Logística Reversa. Técnicos do Instituto do Meio Ambiente do Estado de Santa Catarina (IMA), por meio da Coordenadoria Regional da Grande Florianópolis, em parceria com os profissionais da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (DIVE/SC), estiveram nos municípios pilotos do projeto para realizar o recolhimento dos materiais: Angelina, Águas Mornas, Anitápolis Rancho Queimado, São Bonifácio e São Pedro.

Ao todo, foram coletados entre 687 pneus descartados por borracharias e Prefeituras em um Centro de Consolidação, ponto específico para o recolhimento deste resíduo. Com a colaboração da RECICLANIP, os pneus foram carregados e encaminhados para a cidade Araucária, no Paraná, onde serão reciclados em componentes para indústria de pavimentação asfáltica, completando assim o ciclo da Logística Reversa.

A Secretaria do Estado da Saúde (SES) é parceira do projeto que tem como objetivo utilizar a educação ambiental para promover a conscientização e a orientação necessária para proporcionar a mudança de comportamento com relação ao gerenciamento adequado dos resíduos sólidos. São três fases: logística reversa, reciclagem e resíduos orgânicos.

“No atual cenário epidemiológico, em que o estado de Santa Catarina vivencia um aumento importante nos casos de dengue, a correta destinação de resíduos e sua fiscalização são peças-chave para controlar o mosquito Aedes aegypti, responsável pela transmissão da doença e que se reproduz em água parada”, afirma Blenda Ramos, bióloga da DIVE/SC.

“A retirada deste material indica a presença de locais onde o mosquito poderia se reproduzir, e a importância dessa atividade, que também possibilita o descarte correto dos pneus. Reforçamos a importância de verificar todo objeto ou local que possa acumular água nos imóveis, já que essa continua sendo a melhor forma de prevenção à doença”, acrescenta João Fuck, gerente de zoonoses da DIVE/SC.

Programa “Penso, logo destino”

O Projeto Penso, Logo Destino tem como parceiros a Secretaria de Estado da Administração Prisional e Socioeducativa, a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, a Secretaria de Estado da Educação, a Secretaria de Saúde, as prefeituras municipais, entre outras entidades. O Programa Penso, Logo Destino visa a conscientização, a mudança de comportamento e a construção do pertencimento para a disposição correta dos resíduos e, consequentemente, para a preservação dos recursos naturais.

Dengue em SC

O ano de 2020 atingiu uma marca negativa em relação à dengue em Santa Catarina. O estado já contabiliza 10.116 casos confirmados da doença. O número é mais do que o dobro do que foi registrado em todo o ano de 2016, também marcado por epidemia e com o registro de 4.379 casos. Mais informações aqui.

Importante destacar que as equipes da Secretaria de Estado da Saúde monitoram diariamente a situação da doença no estado, acompanhando e auxiliando tecnicamente os municípios nas ações a serem realizadas. Na tarde desta quinta-feira, dia 2, foram realizadas duas videoconferências, juntamente com o COSEMS e municípios com transmissão da dengue, para alinhamento de ações para controle do mosquito e prevenção da doença.

Videoconferência com os municípios com transmissão de dengue

 

Primeira ação do Projeto "Penso, logo destino"


Topo