Nota – Esclarecimentos sobre sorotipos da dengue em Santa Catarina

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE/SC) esclarece que há quatro sorotipos de dengue: DENV1, DENV2, DENV3 e DENV4. Neste ano, até o momento, o estado tem 19 amostras em análise para pesquisa viral no Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN/SC).

Em 2020, foram processadas 63 amostras para pesquisa viral, e foi confirmada a circulação dos sorotipos DENV1, DENV2 e DENV4 em Santa Catarina. O estado ainda não tem o registro de circulação do DENV3.

O sorotipo está relacionado às variações encontradas numa mesma espécie de vírus e que são identificadas como um antígeno (substância que, introduzida no organismo, provoca a formação de anticorpo). Ou seja, se uma pessoa se infectar com DENV1, ela desenvolve uma resposta imunológica contra esse sorotipo e não vai se infectar novamente com ele, mas ainda pode contrair os outros três (DENV2, DENV3 e DENV4). Portanto, uma pessoa pode contrair dengue até quatro vezes na vida.

Por isso, sorotipo e variante são diferentes. A variante ocorre quando há modificação (mutação) em uma proteína do vírus.

A DIVE/SC ressalta que a prevenção para os quatro sorotipos da dengue é a mesma: eliminar locais que possam acumular água. É importante que a casa, o quintal e o ambiente de trabalho sejam vistoriados, pelo menos, uma vez por semana, para que os possíveis criadouros do Aedes aegypti sejam eliminados. 

Assessoria de Comunicação
Amanda Mariano, Bruna Matos e Patrícia Pozzo
Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) / SES
Fone: (48) 3664-7406 | 3664-7402
Plantão: (48) 98853-3325
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
www.dive.sc.gov.br



Topo