​Secretaria de Estado da Saúde reforça a importância do uso de preservativo em ações realizadas durante o Carnaval

“Sua fantasia fica melhor com camisinha”. Com esta frase, lema da campanha de prevenção às DST/AIDS para o Carnaval 2016, a Diretoria de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde de Santa Catarina (Dive/SES/SC) lembra a todos os foliões que é muito mais divertido brincar o carnaval com saúde e tranquilidade, e que a prevenção nunca deve ser deixada de lado.

“Nossa meta é conscientizar os foliões sobre a importância do uso do preservativo em todas as relações sexuais, para evitar também outras doenças, como sífilis e hepatites virais”, afirma Ingrid Bittencourt, responsável técnica pelo setor de promoção e prevenção da gerência de DST/Aids e Hepatites Virais da Dive/SC.
No total, 4 milhões de camisinhas e 200 mil sachês de gel lubrificante foram entregues pela Dive/SC às gerências regionais de saúde para distribuição aos municípios e às entidades sociais. Os tradicionais leques, além de folders educativos com informações que incentivam a realização do Teste Rápido de HIV/Aids, Sífilis e Hepatite B e C, além de sacolas personalizadas e mochilas com mídia alusivas à campanha foram disponibilizadas como apoio aos organizadores dos eventos. Todas as peças distribuídas divulgam o endereço do site www.aids.sc.gov.br.

Os Testes Rápidos estão disponíveis gratuitamente nas unidades de saúde, de forma segura e sigilosa. As unidades também estão preparadas para prestar orientações sobre a Profilaxia Pós-Exposição (PEP), uma forma emergencial de prevenção da infecção pelo HIV. A PEP é oferecida para pessoas que possam ter entrado em contato com o vírus recentemente, por meio de relação sexual desprotegida (consentida ou não) ou decorrente de algum acidente envolvendo material contaminado no ambiente profissional de saúde. Essa profilaxia deve ser iniciada, preferencialmente, nas primeiras duas horas após a exposição ao vírus ou​, no máximo, em até 72 horas,​ e ser continuada por 28 dias, sempre com orientação médica.

Números no Estado:
Em 2015, foram confirmados 2.664 novos casos de Aids em Santa Catarina. O avanço da doença na população jovem, sexualmente ativa, é o que mais preocupa as autoridades de saúde. Do total de casos, 1.252 foram registrados em pessoas entre 15 e 34 anos (47%). Em relação à sífilis, as estatísticas impressionam ainda mais. Em Santa Catarina, foram registrados 5.427 novos casos de sífilis adquirida em 2015, um crescimento de 46% em relação aos casos notificados no ano anterior. Foram também notificados casos em 1.157 gestantes.

Ações pelo Estado:
Em Florianópolis, as ações acontecem nos eventos realizados no centro da cidade e na Praia Mole pela ADEH - Associação em Defesa dos Direitos Humanos com Enfoque na Sexualidade. O GAPA – Grupo de Apoio e Prevenção à Aids – incluiu os ensaios das escolas de samba da capital e alguns bares da Lagoa da Conceição no roteiro das atividades. Durante toda esta semana, o GAPA estará no aeroporto Hercílio Luz, abordando turistas para a entrega de material informativo.

Em Joinville, o Programa DST/Aids da Prefeitura Municipal formará um bloco de rua para desfilar e divulgar a importância da realização do teste rápido. A equipe vestirá camisetas alusivas ao teste e distribuirá preservativos e material informativo. Conforme Carmen Lúcia Pereira Lima, da Gerência Regional de Saúde de Joinville, os municípios de São Francisco do Sul e de Araquari também realizarão ações nas festas de carnaval locais.

Em Balneário Camboriú, Itajaí, Piçarras, Bombinhas e Navegantes também haverá ações de orientação ao uso de preservativos e sobre o teste rápido neste período. “Queremos aproveitar o aumento do número de turistas em toda a região em função do feriadão”, acrescenta Lucélia Persoll Zabel, responsável pelo programa DST Aids da Gerência Regional de Saúde de Itajaí.

Informações adicionais à imprensa:
Letícia Wilson / Patrícia Pozzo
Núcleo de Comunicação
Diretoria de Vigilância Epidemiológica
Secretaria de Estado da Saúde
(48) 3664-7406
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ​​


Topo