Movimento #secuidaSC realiza evento de promoção da saúde com diversas atrações no próximo sábado, em Florianópolis

Bate-papos, aulas de zumba e de pilates, sessões de quick massage, circuito funcional, testes de condicionamento físico, atividades recreativas para crianças, orientações sobre cessação do tabagismo e redução do consumo de álcool estão entre as atrações do segundo evento do Movimento #secuidaSC, que será realizado no próximo sábado, 26 de novembro, das 9h às 13h, no Parque de Coqueiros, em Florianópolis. A primeira edição aconteceu no dia 15 de outubro, marcando o lançamento do #secuidaSC, organizado pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive/SC) da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (SES/SC), com o  objetivo de divulgar ações de promoção de saúde a fim de diminuir os riscos para a ocorrência das Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNTs) mais prevalentes no estado: as doenças cardiovasculares, o câncer, as doenças respiratórias crônicas e o diabetes.

Colocar em prática os fatores de proteção à saúde é fundamental para uma vida saudável. Neste segundo evento o destaque é para a saúde do homem, integrando-se às ações da campanha de prevenção ao câncer de próstata (Novembro Azul). A ênfase do evento estará na redução do consumo de álcool e na cessação do tabagismo, dois fatores de risco importantes.

Cada vez mais pesquisas comprovam que a saúde, mais do que genética, é consequência das escolhas e hábitos de vida. Hábitos saudáveis aliados ao acompanhamento de saúde preventivo são o caminho para a qualidade de vida. No entanto, os homens costumam dar menos atenção à saúde e buscam menos os serviços de saúde. Segundo pesquisas do Ministério da Saúde, a maioria dos homens procura um consultório médico por influência da mulher ou de filhos.  Gladis Helena da Silva, gerente de Vigilância de Agravos da Dive/SC, ressalta a importância de conscientizá-los sobre a importância de se cuidar: “Os homens precisam estar atentos aos cuidados com a saúde. Devem buscar a prática de hábitos saudáveis, a prática de atividade física regular, a alimentação balanceada, a cessação do tabagismo e o uso moderado de bebidas alcoólicas. Essas mudanças são cruciais para diminuir os riscos de doenças crônicas não transmissíveis e agravos evitáveis”, disse.

O movimento #secuidaSC busca mobilizar a população e conscientizá-la de que é preciso prestar atenção no corpo e ficar atento aos sinais que ele envia. Além do evento, o movimento envolve a divulgação de mensagens positivas de promoção da saúde, estimulando seu compartilhamento por meio das redes sociais e aplicativos; consulta de informações no site www.secuidasc.sc.gov.br e a publicação de matérias especiais com dados estatísticos sobre as doenças crônicas não transmissíveis mais prevalentes em homens e mulheres.

 

Programação

Dia 26 de novembro

Parque Coqueiros, em Florianópolis

      9h – Abertura

      9h15 – Apresentação Banda Exército (palco)

      10h – Aula de zumba - equipe da academia SmartFit

      10h – Bate-papo Ciclismo no trânsito – mobilidade e segurança – Bike Anjo (tenda)

      11h – Bate-papo: Autoestima, autorrealização e bem-estar – Aline Senger, bacharel em Psicologia, pós-graduada em Personal e Professional Coach pela Sociedade Brasileira de Coaching (palco)

      11h - Exibição do curta-metragem “Fumando Espero”, que traz depoimentos de personalidades nacionais (tenda)

      11h30 – Aula de pilates – professora Ivana Henn, da academia TopOne (palco)

      11h30 – Bate-papo: Alcoolismo - quando o hábito vira doença – Enfermeiro Edison Miranda, Especialista em Dependência Química (tenda)

      12h – Bate-papo: Atividade física, prazer e necessidade – jornalista Gustavo Bossle (tenda)

      12h30 – Apresentação da escola de samba Embaixada Copa Lord, de Florianópolis (palco)

Em paralelo: Sessões de Quick Massage (Senac), circuito funcional e testes de condicionamento físico (Mooving Treinamento Esportivo), atividades recreativas (Sesc), circuito de aventura para crianças (Exército). E mais: "varal de receitas", exposição “O controle do tabaco no Brasil”, distribuição de mudas de vegetais (RC Mudas e Agropecuária do Rosa) e distribuição de materiais informativos (Dive/SC e Amucc).


Topo