Vencedores do I Concurso Escola Promotora de Saúde todos contra o Aedes aegypti serão conhecidos em agosto

Serão revelados em agosto os vencedores da primeira edição do concurso Escola Promotora da Saúde, realizado em conjunto pelas secretarias estaduais da Educação e da Saúde. Lançado no ano passado, o concurso envolveu escolas e estudantes da rede pública estadual com o objetivo de promover a reflexão e a construção de conhecimentos acerca da prevenção e do combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, da febre de chikungunya e da febre do zika vírus.

Três escolas e cinco grupos de estudantes estão entre os finalistas. Os vencedores serão anunciados em evento específico, a ser realizado em Florianópolis, em data a ser definida. Os primeiros lugares receberão um tablet para cada estudante e para o professor orientador, diploma e placa com o ‘Título de Aluno Promotor de Saúde’. Os segundos e terceiros lugares ganharão diploma e placa com o ‘Título de Aluno Promotor de Saúde’. As escolas serão premiadas com computadores.

Ao todo, foram recebidos 71 trabalhos, de 31 regionais da Secretaria de Educação, nas três categorias: trabalho pedagógico, produto de comunicação social impresso e audiovisual. As escolas poderiam inscrever um projeto, contemplando uma experiência educativa já desenvolvida, em desenvolvimento ou a ser desenvolvida, para a prevenção e o combate ao Aedes aegypti. Já os estudantes, organizados em grupos, poderiam participar do concurso com a elaboração de produto de Comunicação Social em uma das categorias: impresso ou audiovisual. O conteúdo tem de promover a disseminação de informações no ambiente escolar e na comunidade sobre o combate e a prevenção ao Aedes aegypti

“Estamos muito felizes. Os trabalhos cumpriram com seu objetivo de promover a reflexão e a construção de conhecimentos acerca da prevenção e do combate ao mosquito Aedes aegypti. Percebemos que nossas escolas estão, sim, preocupadas em contribuir com um mundo melhor e formar pessoas que trabalhem a sustentabilidade e prevenção”, destaca a coordenadora do Concurso, Rosimari Kock.

Durante a avaliação final dos trabalhos, realizada na Secretaria Estadual da Educação, sete profissionais julgadores das pastas da Saúde e da Educação classificaram todos os trabalhos de acordo com critérios que variaram desde o impacto visual, até o nível de reflexão e discussão sobre mudanças de atitudes e práticas ambientais que foram promovidas pelas equipes no ambiente da comunidade escolar.

“É uma ação importante que está sendo realizada nas escolas da rede estadual, com envolvimento de alunos e professores, no intuito de criar ações para retirar do ambiente potenciais criadouros do mosquito Aedes aegypti e reduzir o risco de transmissão de dengue, febre de chikungunya e zika vírus no estado” destaca João Fuck, coordenador do Programa de Controle da Dengue em Santa Catarina.

 

Conheça os finalistas:

- PROJETO DE TRABALHO PEDAGÓGICO

EEB EXPEDICIONÁRIO MARIO NARDELLI - RIO DO OESTE
Projeto: Dengue: essa luta é sua também 

EEB FRANCISCO MACIEL BAGESTON - PAIAL
Projeto: Todos juntos no combate ao mosquito Aedes aegypti

EEB WALTER FONTANA - CONCÓRDIA
Projeto: Dengue: sempre é hora de combater 


- PRODUTO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

CATEGORIA IMPRESSO

EEB BRUNO HEIDRICH - MIRIM DOCE
Projeto: Aedes aegypti? Aqui não!
Clique aqui e acesse


EEB PROFESSOR JOSÉ DUARTE MAGALHÃES  - JARAGUÁ DO SUL
Projeto: Dengue hoje! Alunos e professores no comabate a dengue. Venha você também ajudar essa causa! 
Clique aqui e acesse


EEB PROFESSORA MARIA DA GLORIA SILVA - IÇARA
Projeto: Homo Sapiens vs Aedes aegypti 
Clique aqui e acesse

CATEGORIA AUDIOVISUAL 

EEB CEDRENSE - SÃO JOSÉ DO CEDRO
Projeto: Todos contra a dengue EEB Cedrense 
Clique aqui e assista


EEB CRISTO REI - SÃO JOÃO DO OESTE
Projeto: Vamos juntos vencer o mosquito Aedes Aegypti! 
Clique aqui e assista

 


Topo