Nota de esclarecimento à imprensa: casos de influenza em Xanxerê

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE/SC), vinculada à Superintendência de Vigilância em Saúde, da Secretaria de Estado da Saúde Santa Catarina esclarece que a vigilância da Influenza é baseada no monitoramento dos casos graves de gripe, que são internados. Estes pacientes devem realizar o exame laboratorial que identifica o subtipo do vírus.

Até o momento, não foram notificados casos graves internados de Gripe A (H1N1) no município de Xanxerê. Segundo o último boletim epidemiológico divulgado pela DIVE/SC, neste ano foram notificados 42 casos de gripe grave em Santa Catarina: sendo 33 pelo vírus A (H1N1), 8 pelo vírus A (H3N2) e 1 (2,4%) pelo vírus Influenza B.

Os casos de gripe por Influenza A (H1N1), noticiados na imprensa local, foram caracterizados como síndrome gripal (casos leves), sendo que os doentes não necessitaram de internação, não sendo notificados. Salientamos que o teste diagnóstico usado para determinar a presença do vírus Influenza A (H1N1) nestes casos, segundo o próprio fabricante, não é confirmatório, necessitando de um segundo exame.

A Diretoria esclarece ainda que a confirmação de casos de Gripe Grave em Santa Catarina só acontece após realização de exames laboratoriais pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen/SC). No entanto, todos os pacientes com sintomas de gripe podem receber tratamento após avaliação médica.

 

Amanda Mariano
Bruna Matos
Patrícia Pozzo
Assessoria de Comunicação
(48) 3664-7406 
(48) 3664-7402 
(48) 3664-7385


Topo