Comunicado sobre morte de morcego positivo para raiva em Florianópolis

A Secretaria de Estado da Saúde Santa Catarina (SES) por meio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive/SC) informa que orientou e está acompanhando todas as medidas de controle da raiva que estão sendo adotadas pelo município de Florianópolis após a morte de um morcego positivo para a doença no bairro Córrego Grande. O exame com o diagnóstico da doença foi realizado pelo laboratório da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (CIDASC).

Entre as ações realizadas está a profilaxia antirrábica de pessoas que tiveram contato com o morcego e a vacinação de cães e gatos em um raio de 300 metros do local em que o animal foi encontrado.

O morcego é um dos principais responsáveis pela transmissão da doença no ciclo silvestre, assim, caso a população encontre algum animal, a orientação é que busque o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) do município.

A DIVE/SC reforça que a melhor medida para evitar a doença é a vacinação de cães e gatos. Em caso de acidente com cães, gatos, morcegos ou animais de produção, uma unidade de saúde deve ser procurada.


Topo