Gerência de Doenças Infecciosas Agudas e Imunização (GEDIM)

A Gerência de Vigilância das Doenças Imunopreveníveis, Imunização e DTHA (GEVIM) tem como função planejar, organizar, orientar, normalizar, coordenar e supervisionar as atividades de vigilância epidemiológica das doenças imunopreveníveis e as ações de Imunização. Também presta assessoria técnica às instâncias regionais.


 Gerente: Arieli Schiessl Fialho

 Telefone: (48) 3664-7475

 E-mailO endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 Site do HPV: http://www.dive.sc.gov.br/hpv/

 

Estrutura

Divisão de Imunização

Setores da Divisão de Imunização

Imunização
  • Realiza a coordenação e supervisão das atividades relacionadas à vacinação;
  • Acompanha as coberturas vacinais nas esferas estadual, regional e municipal, propondo medidas para alcance dos indicadores;
  • Faz a vigilância de eventos adversos pós-vacinação.
 Telefone(48) 3664-7464

 E-mailO endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Informação
Gerencia os sistemas de informação e faz a manutenção dos bancos de dados atualizados.

 Telefone(48) 3664-7403

 E-mailO endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Rede de Frio
  • Garante as condições ideais para o funcionamento da Central Estadual de Armazenamento de Imunobiológicos;
  • Acompanha as atividades de manutenção preventiva e corretiva dos equipamentos de refrigeração da Rede;
  • Promove o descarte de imunobiológicos quando recomendado;
  • Realiza a previsão anual do consumo de imunobiológicos e outros insumos;
  • Realiza a distribuição mensal de imunobiológicos (incluindo soros antipeçonhentos), insumos de rotina e para os períodos de campanhas;
  • Acompanha e avalia o estoque de imunobiológicos e insumos;
  • Avalia as perdas de imunobiológicos.
 Telefone: (48) 3259-3057 / 3664-7465

 E-mailO endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais (CRIE)

O Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais (CRIE) se constitui de uma infraestrutura e logística específicas, destinada ao atendimento de indivíduos portadores de quadros clínicos especiais. Por meio do Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde (MS), disponibiliza gratuitamente imunobiológicos para pessoas que apresentam contraindicação à utilização dos produtos disponíveis na rede pública de saúde e, assim, contribui para o fortalecimento dos princípios de Universalidade e equidade do SUS. 

Em funcionamento desde 1993, o Centro atende indivíduos portadores de casos clínicos especiais e fornece os seguintes imunobiológicos especiais: 

  • 1.Vacina adsorvida difteria, tétano infantil (dupla infantil-DT):

  • 2.Vacina adsorvida difteria, tétano e pertussis acelular infantil (DTPa);

  • 3. Vacina adsorvida difteria, tétano perttussis acelular adulto (dTpa);

  • 4. Imunoglobulina humana antitetânica (IGHAT);

  • 5.Vacina Haemophilus tipo b (conjugada) -Hib.

  • 6. Vacina Hepatite A (HA);

  • 7.Vacina hepatite B recombinante (HB) e imunoglobulina humana ante hepatite-B (IGHAHB);

  • 8.Vacina HPV quadrivalente (6,11,16 e 18);

  • 9. Imunoglobulina humana antirrábica (IGHAR);

  • 10.Vacina influenzae ativada (INF) - “Vacina contra a gripe”;

  • 11.Vacina meningocócica C conjugada (Meningo C) e vacina Meningocócica ACWY conjugada (MenACWY);

  • 12.Vacinas pneumocócicas polissacarídica (Pneumo 23) e conjugadas (Pneumo 10 e Pneumo 13);

  • 13.Vacina Poliomielite 1,2 e 3 inativada (VIP);

  • 14. Vacina Varicela (VZ) e imunoglobulina humana antivaricela-zoster (IGHVZ)

 Telefone: (48) 3251-9066

 E-mailO endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Divisão de Doenças Imunopreveníveis

A Divisão programa, orienta, normatiza, coordena, supervisiona e avalia as atividades de vigilância epidemiológica das Doenças Imunopreveníveis. É responsável por identificar grupos e áreas de risco dessas doenças, acompanhar sua tendência e propor medidas de controle.

Esse setor trabalha de maneira integrada com a Divisão de Imunização na análise das coberturas vacinais e na adoção de medidas imunoprofiláticas (bloqueio, campanhas, intensificação de rotina etc).

 Telefone(48) 3664-7468

 E-mailO endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Calendário Vacinal de Santa Catarina

Notas Técnicas

  1. Notificação Surto
  2. NT n.07/2016 - ANVISA - Orientações sobre as medidas de prevenção e controle a serem adotadas na assistência a pacientes com infecção suspeita ou confirmada pelo vírus da influenza.
  3. Nota técnica conjunta n 1/2017 - Lacen/DIVS/DIVE/SUV - Orienta sobre a investigação, coleta e encaminhamento de amostras para diagnóstico de surtos de DTHA e DDA
  4. Nota técnica conjunta DIVE/CECISS - Precauções e isolamento no manejo do vírus Influenza em serviço de saúde
  5. Nota técnica nº 07/DIVE/SES/2012 - Revisão das recomendações disponíveis no Guia de Vigilância epidemiológica (1ª edição/2012) quanto às definições de caso suspeito, confirmado, tratamento e profilaxia da coqueluche para o país
  6. Nota técnica nº004/DIVE/SES/2013 - Vigilância da Síndrome da Rubéola Congênita
  7. Nota técnica conjunta nº06/2012/CGDT-CGPNI/DEVEP/SVS/MS - Orientações para monitoramento e controle de surtos de varicela em ambientes hospitalar.
  8. Nota técnica nº 05/DIVE/SES/2012 - Orienta sobre as medidas frente aos casos de Síndrome Respiratória Aguda e Grave (SRAG) e Síndrome Gripal (SG)
  9. Nota técnica nº 02/DIVE/SES/2012 - Orienta sobre a notificação/investigação, coleta e encaminhamento de amostras biológicas para diagnóstico laboratorial dos casos suspeitos de Doença de Creutzfeldt-Jakob(DCJ)
  10. Nota técnica nº21/2011/URI/CGDT/DEVEP/SVS/MS - Recomendação para não realização de exame de rotina para rubeóla em gestantes.
  11. Nota técnica nº 01/DIVE/LACEN/2007 - Normatiza a utilização dos kit’s para amostras suspeitas de meningite bacteriana
  12. Nota técnica nº 14/2020-CGPNI/DEIDT/SVS/MS - O programa de imunização no contexto da pandemia de COVID-19

Publicações

  1. 5ª edição do Manual dos Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIE)
  2. Orienta os serviços públicos de vacinação sobre material que constitui a tampa do frasco da vacina adsorvida hepatite A (inativada), fornecida pelo Laboratório Instituto Butantan
  3. Mapa para o controle diário de temperatura
  4. MANUAL DE REDE DE FRIO
  5. Notificação de Exposição de Imunobiológicos à Temperatura Inadequada
  6. Portaria nº 985 - 15 de Dezembro de 2020 | Sala de Vacina
  7. Resumo das indicações de imunobiológicos especiais e esquemas recomendados pelo CRIEMS
  8. Instruções de preenchimento do Formulário de notificação/investigação de eventos adversos pós-vacinação
  9. Formulário para Notificação/Investigação de Eventos Adversos Pós-Vacinação associados ao uso de Vacina, Soro ou Imunoglobulina
  10. Manual dos Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais
  11. Manual de Normas e Procedimentos para Vacinação
  12. Manual sobre eventos adversos pós-vacinação (atualizado em 2020)
  13. Instruções para Diluição do Oseltamivir (Tamiflu) a partir da cápsula de 75mg
  14. Medidas gerais de precaução e prevenção da gripe em ambientes escolares
  15. Informe técnico Coqueluche - Dezembro 2014
  16. Informe técnico - Vigilância das meningites no estado de Santa Catarina
  17. Boletim Informativo Tétano Acidental
  18. Especifações técnicas computadores para SIPNI
  19. Profilaxia de Tétano Acidental 
  20. Planilha - Cálculo da taxa de ataque
  21. Formulário 03 - Processamento dos dados de DTA
  22. Formulário 02 - Inquérito Coletivo
  23. Formulário 01 - Registro de Notificação de DTA
  24. Salas de Vacinação Habilitadas em Serviços Privados no Estado de Santa Catarina
  25. Distribuição do Tamiflu
  26. Classificação de risco e manejo do paciente SG SRAG
  27. Material Tetraviral
  28. Parecer técnico agulhas
  29. Parecer técnico seringas
  30. Vacinação de recém-nascidos no contexto da pandemia da COVID-19 (atualizado 19 de maio de 2020)
  31. Fluxograma de distribuições de vacinas
  32. Registro de doses aplicadas em bloqueio de casos de epizootias por febre amarela
  33. Registro de doses em bloqueio de casos suspeitos e/ou confirmados de sarampo e rubéola
  34. Manual sobre eventos adversos pós-vacinação(atualizado em 2020)   
  35. Ficha de Notificação/Investigação de Eventos Adversos Pós Vacinação  
  36. Alerta para utilização da vacina Pneumocócica 13-valente (MS)  
  37. Informe Técnico - Vacina Penta Acelular e Vacina Hexa Acelular (MS)  

Campanhas

Capacitações

  1. Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Multivacinação para atualização da Caderneta de Vacinação da Criança e do Adolescente - 2020
  2. Seminário Estadual de Vigilância de Doenças, imunopreveníveis, DTHA e imunização
  3. Situação da Influenza em Santa Catarina
  4. Risco de reintrodução de sarampo e outras doenças imunopreveníveis

 

Boletim
  1. Informe Epidemiológico n°28/2016 – Vigilância da Influenza (Atualizado em 11 outubro de 2016)
  2. Informe Epidemiológico n°27/2016 – Vigilância da Influenza (Atualizado em 27 setembro de 2016)
  3. Informe Epidemiológico n°26/2016 – Vigilância da Influenza (Atualizado em 14 setembro de 2016)
  4. Informe Epidemiológico n°25/ 2016 – Vigilância da Influenza (Atualizado em 08 setembro de 2016)
  5. Informe Epidemiológico n°24/ 2016 – Vigilância da Influenza (Atualizado em 2 setembro de 2016)
  6. Informe Epidemiológico n°23/ 2016 – Vigilância da Influenza (Atualizado em 23 agosto de 2016)
  7. Informe Epidemiológico N°22/ 2016 – Vigilância da Influenza (Atualizado em 16 agosto 2016)
  8. Informe Epidemiológico N°21/ 2016 – Vigilância da Influenza (Atualizado em 9 de agosto 2016)
  9. Informe Epidemiológico N°20/ 2016 – Vigilância da Influenza (Atualizado em 2 de agosto 2016)
  10. Informe Epidemiológico N°19/ 2016 – Vigilância da Influenza (Atualizado em 19 de julho 2016)
  11. Informe Epidemiológico N°18/ 2016 – Vigilância da Influenza (Atualizado em 12 de julho 2016)
  12. Informe Epidemiológico N°17/ 2016 – Vigilância da Influenza (Atualizado em 2 de julho 2016)
  13. Informe Epidemiológico N°16/ 2016 – Vigilância da Influenza (Atualizado em 23 de junho 2016)
  14. Informe Epidemiológico N°15/ 2016 – Vigilância da Influenza (Atualizado em 16 de junho 2016)
  15. Informe Epidemiológico N°14/ 2016 – Vigilância da Influenza (Atualizado em 9 de junho 2016)
  16. Informe Epidemiológico N°13/ 2016 – Vigilância da Influenza (Atualizado em 2 de junho 2016)
  17. Informe Epidemiológico N°12/ 2016 – Vigilância da Influenza (Atualizado em 25 de maio 2016)
  18. Informe Epidemiológico N°11/ 2016 – Vigilância da Influenza (Atualizado em 20 de maio 2016)
  19. Informe Epidemiológico N°10/ 2016 – Vigilância da Influenza (Atualizado em 11 de maio 2016)
  20. Informe Epidemiológico N°9/ 2016 – Vigilância da Influenza(atualizado em 05 de maio 2016)
  21. Informe Epidemiológico N°08/ 2016 – Vigilância da Influenza (Atualizado em 28 de abril de 2016)
  22. Informe Epidemiológico N°07/ 2016 – Vigilância da Influenza (Atualizado em 19 de abril de 2016)
  23. Informe Epidemiológico N°6/ 2016 – Vigilância da Influenza (Atualizado em 14 de abril de 2016)
  24. Informe Epidemiológico N°5/ 2016 – Vigilância da Influenza (Atualizado em 7 de abril de 2016)
  25. Informe Epidemiológico N°04/ 2016 – Vigilância da Influenza (Atualizado em 31 de março de 2016)
  26. Informe Epidemiológico N°03/ 2016 – Vigilância da Influenza (Atualizado em 28 de março de 2016
  27. Informe Epidemiológico N°02/ 2016 – Vigilância da Influenza  (Atualizado em 22 de março de 2016)
  28. Informe Epidemiológico N°01/ 2016 – Vigilância da Influenza
  29. Informe Epidemiológico Vigilância da Influenza 2015
  30. Informe Epidemiológico Vigilância da Influenza 2014
  31. Informe Epidemiológico Vigilância da Influenza 2013

Boletins


Topo